Imagem de Scott Webb por Pixabay

A palavra castidade vem da palavra “casto”, que, por vez, vem do latim castus, que significa “puro”. A castidade é uma virtude moral. É também um dom de Deus, uma graça, um fruto da obra espiritual (Gl 5,22-25).

Todo batizado, tendo como modelo de castidade o próprio Cristo, é chamado a levar uma vida casta segundo seu estado de vida (solteiros, namorados, noivos, casados, sacerdotes, viúvos, celibatários, religiosos entre outros).

A castidade comporta uma aprendizagem do domínio de si. Ou o homem comanda as suas paixões e obtém a paz, ou se deixa subjugar por elas e se torna infeliz (Eclo 1,22).

Veja o que alguns santos dizem sobre a castidade:

1) “A Santa Pureza, a rainha das virtudes, a virtude angélica, é uma joia tão preciosa que aquele que a possui se torna como os anjos de Deus no Céu, ainda que revestidos da mortalidade da carne.” São João Bosco

2) “Uma alma pura é uma pérola preciosa. Enquanto está escondida na concha no fundo do mar ninguém pensa em admirá-la. Mas se a trouxermos para a luz esta pérola brilhará e atrairá todos os olhares. Portanto, a alma pura que está escondida aos olhos do mundo um dia irá brilhar ante os anjos no sol da eternidade.” São João Maria Vianney

3) “A devoção ao Santíssimo Sacramento e a devoção à Santa Mãe não são apenas o melhor caminho, mas na verdade são o único caminho para manter a pureza. Aos 20 anos nada além da comunhão pode manter um coração puro. A castidade não é possível sem a Eucaristia.” São Filipe Néri

4) “Vocês são o futuro do amor em família. Você são o futuro da alegria de amar. Vocês são o futuro de fazer da vida algo bonito para Deus… um amor puro. É bonito que se ame uma rapariga ou que se ame um rapaz. Mas não estraguem isso, não destruam isso. Mantenham-se puros. Mantenham o vosso coração virginal. Mantenham o vosso amor virginal, para que no dia do casamento possam dar algo de belo um para o outro… a alegria do amor puro.” Santa Madre Teresa de Calcutá

5) “A castidade é um caminho longo e difícil é preciso esperar pacientemente para que dê frutos. Mas ao mesmo tempo é um caminho seguro para a santidade.” São João Paulo II

No momento do Batismo o cristão se comprometeu a viver sua afetividade na castidade.

Referências:
[1] Wikipedia
[2] Catecismo da Igreja Católica
[3] Bíblia Sagrada

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.