Imagem de Gisell GC por Pixabay

Conta-se que São Pedro, certa vez, ficou preocupado ao notar no Céu a presença de várias almas que ele não se lembrava de ter deixado entrar pela porta. Ele então começou a investigar e, finalmente, encontrou o lugar por onde elas passavam.

Dirigiu-se diligentemente até o Senhor e lhe disse:

“Jesus, percebi que temos aqui várias almas que eu não me lembro de ter deixado entrar. Fiz algumas investigações e descobri por onde elas estão entrando. Gostaria que o Senhor mesmo visse”.

Jesus, com toda a Sua serenidade, acompanhou São Pedro e observou que, de fato, havia uma entrada por onde constantemente subiam almas e mais almas até o Céu.

Ainda um pouco alarmado, São Pedro sugeriu:

“Não deveríamos fechar essa entrada, Senhor?”.

E Jesus, sorridente e até encantado com a cena, respondeu:

“Não, não… Deixe assim. Isso é coisa da Mamãe!”

Maria tinha deixado um enorme rosário pendurado à janela e, por ele, a fila de almas ia subindo continuamente até o Céu.

O texto reflete o quanto Nossa Mãe se empenha em nos ajudar a chegar a Jesus – inclusive quando nos custa tanto perseverar na virtude.

Não é à toa que se diz que, quando os próprios pecadores se fecham as portas do Paraíso com as trancas do pecado, Maria lhes escancara a janela, para que sempre encontrem alguma nova oportunidade.


Aleteia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.