Imagem de Michel Kwan por Pixabay

A obra do Espírito Santo, na Bíblia, é caracterizada por símbolos. É através deles que percebemos a presença do Espírito Santo.

A água. Tornada sacramental, simboliza e significa a ação do mesmo Espírito, no batismo, Paulo confirma: “Fomos batizados num só Espírito”; e “Todos bebemos de um só Espírito”. (1 Cor 12, 13).

A unção. Trata-se da unção com óleo que passou a ser sinal eficaz do Espírito, Jesus é o messias, palavra hebraica que significa o ungido. A unção com o óleo, tanto no batismo como na crisma, é sinal da presença do Espírito como na crisma, é sinal da presença do Espírito em nós, também.

O fogo. “Apareceram, então, umas línguas de fogo, que se espalharam e foram pousar sobra cada um deles. Todos ficaram repletos do Espírito Santo” (At 2, 3). O fogo simbolizou a energia transformadora da ação do Espírito nos apóstolos.

A nuvem e a luz. As nuvens, ora escuras, ora cheias de luz, estão presentes nas diversas manifestações da divindade, narradas na Bíblia. Na anunciação a Maria, o anjo afirma que “o poder do Altíssimo a cobrirá com sua sombra” (Lc 1, 35). No Monte da Transfiguração, o Espírito se apresenta, também, “quando desceu uma nuvem, e os encobriu com sua sombra”. Da nuvem sai a voz “Este é o meu Filho, o Escolhido. Escutem o que ele diz!” (Lc 9, 34-35).

O selo. Tem quase o mesmo significado da unção. Os batizados recebem, pela unção a marca de DEUS. Pertencem ao Senhor, por seu Espírito. É Cristo que “Deus marcou com seu selo” (Jo 6, 27) e é no Espírito que também nós somos marcados com um selo (cf. 2 Cor 1, 22).

A mão. Era impondo as mãos que Jesus curava os doentes e abençoava as crianças (cf. Mc 6, 5; 8, 23 e 10, 16). A igreja conserva esse gesto na liturgia dos sacramentos para a efusão do Espírito. As famílias piedosas repetem, a toda hora, o mesmo gesto para que Deus permaneça com seus filhos!

O dedo. No hino “Vem, Espírito criador”, o Espírito é invocado como o dedo da direito de DEUS! A lei de DEUS foi escrita pelo Espírito, através do dedo de Deus, nas tábuas de pedra. (cf. Ex 31, 28)

A pomba. Quando Jesus foi batizado, “viu o Espírito de Deus, descendo como uma pomba e pousando sobre ele” (Mt 3, 16). O símbolo da pomba, para sugerir o Espírito Santo, é tradicional na Igreja.

O sopro. “Jesus disse de novo para eles: A paz esteja com vocês” …Tendo falado isso: soprou sobre os apóstolos, dizendo: “Recebam o Espírito Santo” (Jo 20,22). Quando chegou o dia de Pentecostes, o sopro de um forte vendaval precedeu a chegada do Espírito (At 2,2).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.