Foto: Encontro EU sou ANA 2018 / Reprodução do Facebook

Mulheres que não precisam de nada para serem amadas por Deus, pois são filhas d’Ele e experimentam um amor gratuito. Foi com essa definição que a missionária e fundadora da Missão ANA, Frantieska Rangel, nos concedeu uma entrevista para falar sobre a Missão, que completa 3 anos em 2019.

Frantieska Rangel atualmente exerce o ministério de pregação e coordena o Grupo de Oração Nova Jerusalém (RCC), que acontece na Igreja Santa Rita de Cássia, da Paróquia São José em Guarapari.

Portal Católico – Quando e como nasceu a Missão ANA?

Frantieska – A Missão ANA nasceu no ano de 2015. Eu estava em oração, de madrugada, meditando sobre o texto de Ana no primeiro livro de Samuel. Fiquei ali por algumas horas, quando me veio à mente “Amada na Alma” – entendi que era algo sobre mulher – eu escrevi e guardei. Pedi a um amigo, alguns dias depois, para fazer uma arte com toda a inspiração que me veio, ele fez e novamente eu guardei.

Em 2016 fui convidada para pregar em um congresso de mulheres da Missão HMDP (Homens e Mulheres de Pentecostes) e foi no encontro que eu tomei a decisão de começar um trabalho com mulheres, pois já estava meditando há 1 ano.

Saímos de Guarapari para essa Missão com um ônibus cheio de mulheres, foi a primeira vez que isso aconteceu, então meu esposo (Paulinho) concluiu que Deus estava nos sinalizando algo com aquilo. Naquele mesmo ano (2016) fizemos o primeiro encontro de mulheres em Guarapari.

Foto: Frantieska no Congresso HMDP na Canção Nova / Reprodução do Facebook

Portal Católico – Fale um pouco mais sobre o significado de ANA (Amada na Alma).

Frantieska – Amada na Alma significa dizer que não precisamos de nada para sermos
amadas por Deus. Nós somos suas filhas e isso nos dá o privilégio de experimentar um amor gratuito. Não precisamos mendigar amor de ninguém e nem fazer do nosso corpo ou integridade uma moeda de troca para receber amor. Na alma está o que somos de
verdade e lá, Deus nos ama pelo que somos e não pelo que temos.

Portal Católico – O encontro EU sou ANA acontece uma vez por ano. O que as mulheres vivenciam no encontro? Fale a respeito.

Frantieska – O encontro EU sou ANA tem como objetivo trabalhar a identidade feminina a partir da ótica de Deus à luz da sua Palavra, então as mulheres vivenciam lá: pregações, momento de oração, workshops que promovem a reflexão de quem ela está sendo e de quem pode ser se quiser lutar para ser o que Deus quer. As histórias de dor e sofrimento, traumas e decepções não podem parar uma mulher que se descobre verdadeiramente
amada por Deus.

Portal Católico – O que é o ÂNIMA? Quem pode participar?

Frantieska – O Ânima é uma reunião mensal só para mulheres, um momento de oração e reflexão sobre a vida da mulher em algum aspecto. Na última reunião, por exemplo, trabalhamos a dependência emocional. Toda mulher a partir dos 18 anos está convidada a participar.

Portal Católico – Existe alguma outra atividade da Missão ANA?

Frantieska – Sim, todo 3º domingo do mês acontece a reunião dos homens. É um momento de formação bíblica e do caráter masculino. Neste ano de 2019 outras atividades serão iniciadas.

Foto: FIAT Faça-se 2018 / Reprodução do Facebook

Portal Católico – A Missão ANA é formada por quantas pessoas/equipes atualmente?

Frantieska – Nós somos hoje, contando com os homens que tem frequentado as nossas reuniões, em 75 pessoas. Dentro da Missão nós temos alguns projetos que funcionam com as mulheres e os homens são nosso apoio estratégico.

Chamamos de projetos: Rebeca – cuida de toda parte de planejamento e logística. Ester – captação de recursos e parceiros. Maria Madalena – Comunicação, redes sociais e marketing. Debora – atendimento de oração e aconselhamento. Marta – confecção de mimos e serviços gerais. Tereza de Ávila – financeiro.

Portal Católico – Com base na sua experiência de missionária, viajando e pregando pelo país, faça uma análise da situação da mulher hoje.

Frantieska – A situação da mulher hoje na minha visão é: somos mulheres que conquistaram espaço em diversos segmentos da sociedade e isso é muito bom, porque a mulher tem muito a oferecer onde quer que ela esteja, mas nos esquecemos que nada nos enobrece mais do que viver a nossa vocação.

Nada deveria ser maior na vida de uma mãe do que a educação de um filho, então nesse caminho de ascensão profissional e autoafirmação, se perderam coisas vitais da vocação feminina.

Desejo trabalhar para que o maior numero de mulheres possível faça uma caminho de volta para dentro de si mesma e consequentemente para o que mais importa.

Portal Católico – O que fazer para mudar essa realidade?

Frantieska – O melhor meio de mudar isso é trabalhar a formação da consciência, fazendo a mulher refletir sobre seu posicionamento no mundo.

Sempre faço nas pregações para as mulheres a seguinte pergunta: “Nós conseguimos fazer muita coisa ao mesmo tempo certo?” Elas respondem orgulhosas: “sim”. Então eu faço outra pergunta: “E quais são as consequências disso?”. Refletir para mudar, esse é o caminho.

Portal Católico – Pra terminar, deixe uma mensagem e faça um convite as mulheres que desejam conhecer e participar das atividades da Missão ANA.

Frantieska – Convido a todas as mulheres a participarem do Ânima, que acontece todas as segundas terças-feiras de cada mês, na Igreja Santa Rita de Cássia, no bairro Itapebussu, em Guarapari às 19h30. Lá você pode conhecer um pouquinho da Missão, é um momento simples, mas de muito cuidado de Deus.

Todas as mulheres que se tornam membros da Missão entram num processo de formação continuado com um conteúdo já definido, quem sabe você não se sinta chamada também a ser membro da Missão ANA. Seja bem-vinda!!!

Foto: Quinta-feira de Adoração na Canção Nova com Frantieska Rangel / Canção Nova

CONTATOS DA MISSÃO ANA

Site: www.missaoana.com.br

Facebook: facebook.com/Missaoana

Instagram: instagram.com/ana_amadanaalma

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.