Mara Coradelo ao lado dos pais e do esposo Roni Oliveira / Foto: Facebook

No ano de 2013 descobri que estava grávida. Com dois meses de gestação, após a descoberta, perdi meu bebê. Na ocasião, o médico disse que eu precisaria realizar um tratamento hormonal para conseguir engravidar novamente.

Naquela época, havia mudado para o bairro onde moro atualmente. Apesar da mudança, não deixei a paróquia que frequentava em outro bairro. A convite da minha mãe, eu e meu esposo Roni passamos a frequentar às missas na Comunidade Santa Rita de Cássia, da Paróquia São José, em Guarapari.

Logo fomos convidados a servir na comunidade. Foi a partir do nosso servir na comunidade que passei a admirar Santa Rita de Cássia.

Esperei seis meses para iniciar o tratamento hormonal na tentativa de conseguir engravidar novamente. A perda do meu bebê aconteceu no mês de maio.

Foi por meio do meu servir na comunidade que tive a oportunidade de conhecer o senhor Zé, um grande devoto de Santa Rita de Cássia e um servo exemplar. Partilhei com ele a minha história.

Com a proximidade da Novena de Santa Rita, ele me disse o seguinte:

– Vou fazer uma novena para você, a Novena de Nossa Senhora de Fátima. Peço que você faça a Novena de Santa Rita de Cássia.

Decidi seguir o conselho do senhor Zé e iniciei a novena. Alguns dias após o término da novena, no dia 29 de maio pra ser mais precisa, descobri que estava GRÁVIDA do Pedro.

Mara com o filho Pedro

Justamente um ano depois da perda do meu bebê e após a novena de Santa Rita de Cássia, Deus me deu a graça de engravidar novamente. A minha cura foi total, pois fui curada também do meu problema hormonal.

Sou apaixonada por Jesus e Santa Rita de Cássia, minha intercessora!

Mara Coradelo
Pedagoga e serva na Comunidade Santa Rita de Cássia, em Guarapari.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.